segunda-feira, 9 de junho de 2014

[Análise] - Prometheus

Sei que não se trata de um filme novo mas só ontem (08) tive a oportunidade de assistir Prometheus e, sinceramente, não sei se queria ter assistido...


História


O filme começa em 2089, teoricamente, antes dos acontecimentos de "Alien - O oitavo passageiro".  Elizabeth Shaw (Noomi Rapace) e Charlie Holloway (Logan Marshall-Green) são exploradores que encontram a mesma representação em pinturas de várias civilizações antigas da Terra. Com base nisto, eles desenvolvem a teoria de que a pintura aponta para um lugar específico do universo, que teria alguma relação com o início da vida no planeta. A dupla convence um milionário, Peter Weyland (Guy Pearce), a bancar uma cara expedição interestelar para investigar o assunto. Desta forma, Elizabeth e Charlie entram para a tripulação da nave Prometheus, composta pelo robô David (Michael Fassbender), a diretora Meredith Vickers (Charlize Theron), o capitão Janek (Idris Elba), entre outros. A nave chegua ao destino em 2093. Encantados com a descoberta de um novo mundo e a possibilidade de revelarem o segredo da origem da vida na Terra, a tripulação sai da Prometheus para explorar aquele planeta e começa a descobrir que aquilo pode ser muito mais perigoso do que eles imaginavam.

Opinião


Bom, por onde começar? Os trailers e teasers do filme são daqueles que te deixam com muita curiosidade e vontade de conhecer a proposta do filme mas logo que o filme começa, algumas coisas incomodam.
Logo de cara você já não entende muito bem como a tripulação da Prometheus foi  formada, mas aceita, afinal não dá para condenar um filme em apenas 15 minutos.

Em seguida você entende a motivação da expedição, e tal motivação não convence nem um pouquinho, é  como se um maluco investisse trilhões de dólares (sim, o filme fala de trilhões) para investigar uma teoria aleatória sem muitos argumentos, simplificando, é como colocar um monte de dinheiro na mão de Giorgio Tsoukalos e pedir pra ele tentar provar uma daquelas teorias malucas de alienígenas...

Depois de duas decepções você pensa: "Ah! Vai ver isso tudo é só uma desculpa para mostrar um bom filme de alienígenas."

Não! O filme mostra atitudes e acontecimentos inexplicáveis, não se aprofunda nos personagens, mal mostra alienígenas e acaba sugerindo uma continuação que você já sabe que não vai querer ver. 

Nota: 1,0 (Os efeitos especiais são legaizinhos)

Ficha técnica


Roteiro: Jon Spaihts | Damon Lindelof
Produção: Michael Costigan | Michael Ellenberg
Fotografia: Dariusz Wolski
Direção: Ridley Scott
Ano: 2012
País: EUA
Duração: 126 minutos
Distribuidora: Fox Film
Gênero: Ficção Científica

Opinião de outro site/blog:

(blog: Quick Motion)

...dois anos atrás Scott anunciou que assumiria a direção de uma prequel para a série (Alien), estabelecendo as origens para a mitologia do universo Alien e revelando a cadeia de acontecimentos que culminaram em Alien: O Oitavo Passageiro. O resultado é Prometheus, que marca o retorno de Scott ao sci-fi trinta anos depois. O filme de fato tenta se posicionar como ponto de partida e funcionar como obra independente e, embora escorregue notavelmente em vários momentos no roteiro, apresenta-se de maneira honrosa para a reputação de Scott junto ao gênero.




Postado Por: Pedro Ruiz

[Análise] - Prometheus

#Compartilhe:

Postar Um Comentario

Facebook
Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

# Compartilhe

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Mais lido (mês)

© Traduzido Por: Template Para Blogspot | Thema Seo Blogger Templates