quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Mais GameCast!!!



Não deixem de assistir todos os episódios GameCast no nosso canal!






Se você perdeu algum episódio acesse aqui: youtube.com/Pogplay

domingo, 22 de julho de 2012

Ouya - o console ANDROID!!!


Essa caixinha minimalista aí em cima chama-se Ouya, com pronúncia equivalente a “Oh yeah!”. Eu até me sinto tentado a criticar esse nome, mas aprendemos com o Wii e o iPad que não se deve julgar um.
O aparelho, mais uma nova grande história de sucesso do Kickstarter, surgiu no site de crowdsourcing e em um dia atingiu dois milhões de dólares em arrecadação, o dobro da meta dos idealizadores. Até o momento da publicação deste texto, o valor levantado ultrapassou cinco milhões de dólares.
Mas o que seria este console? A ideia é simultaneamente tão simples e genial que me surpreendo que demorou tanto a aparecer. Os criadores do Ouya (gente influente que compreende a indústria, como por exemplo ex-executivos da Microsoft e IGN) notaram o peso da indústria mobile e decidiu que seus piores defeitos (falta de feedback tátil e a escala diminuta da apresentação dos games) poderiam ser contornados de uma forma simples: vamos bolar um console inteiramente voltado para estes joguinhos.
Essa é a premissa do Ouya: um console baratinho dedicado aos joguinhos que você joga no seu smartphone, muitos dos quais imploram por controles físicos e uma tela maior. O modelo free to play seria adotado, com diversos demos e jogos grátis sendo oferecidos na rede do console (e muito possivelmente com a possibilidade de microtransações). As condições dos desenvolvedores do console é que “pelo menos um pouco do gameplay de cada jogo seja grátis”.
O sistema operacionado utilizado seria o Android, o que abre as portas para dezenas de milhares de games já existentes, sendo necessária apenas uma atualização para dar suporte ao controle físico. Seguindo a filosofia do OS da Google, o Ouya será completamente aberto e os donos poderão fuçar nos componentes, bolar periféricos, modificar o sistema operacional, enfim: fazer o que hackers de videogame já fazem de qualquer forma.
Quer mais? Cada console é o seu próprio dev kit. Ou seja: ao comprar o Ouya, você acaba de adquirir também tudo que é necessário para desenvolver para ele.
Esta caixa cinza aí será o console mais democrático já lançado. Na pior das hipóteses, este será o console mais amado por hackers de todos os tempos. Calculo que demorará aproximadamente 4 horas a partir do lançamento do Ouya para que hajam ports de Doom,Quake 2 e algum emulador de Super Nintendo para ele.
Um console dedicado a joguinho de celular talvez pareça algo redundante (afinal, se já posso jogar Plants versus Zombies no meu celular, por que compraria um console pra isso)? Bom, os quase 40 mil colaboradores do projeto no Kickstarter discordam — e discordam com o próprio dinheiro, que é um nível de desacordo que exige um compromisso maior que apenas “xingar muito no tuíter”. A propósito, Angry Birds e seus adjacentes movimentaram 12 bilhões de dólares no ano passado. Pra você poder apreciar o tamanho da fatia que essa grana representa, a indústria gamer como um todo lucrou 74 bilhões no mesmo ano.
Caso você ainda torça o nariz para a idéia de um console voltado para jogatina de “joguinhos de celular”, lembre-se que vivemos num mundo em que jogos de smartphone têm visual realmente incrível, só faltavam mesmo controles físicos e uma telona de 50 polegadas para aproximar a experiência daquilo que já estamos acostumados no paradigma Xbox 360/PS3.
Considerando que o console que os rodará será lançado por US$99 (e os próprios jogos, se seguirem o modelo atual, por menos de US$10), e o que eles deixam a dever para os chamados “títulos AAA” dos consoles tradicionais?
Vejo uma iniciativa como o Ouya uma brilhante intersecção da inovação do sistema “opa-vi-um-game-legal-cliquei-num-botão-comprei-por-mixaria” que catapultou a indústria móvel a uma posição de importância no status quo gamer, com a legitimização e ampliação da experiência que só um console plugado a uma TV imensa de LCD confere. O preço sugerido para a máquina será provavelmente triplicado ao chegar no Brasil, mas ainda assim será uma pechincha comparado às alternativas. Se até num país como os EUA o Ouya anima, imagine então num país emergente como o nosso?
O Ouya talvez seja a mudança que a indústria precisa. Ele não destronará a Nintendo ou a Microsoft, mas o alvo jamais seria isso (por simples virtude do preço, o Ouya sequer competirá com eles).
A idéia, pelo que vejo, é interromper o mecanismo atual em que praticamente apenas grandes estúdios lançam jogos para a sua TV. Tá, já existem jogos independentes no Xbox 360 e no PS3, mas você sabe que nestes consoles eles são coadjuvantes. Pela primeira vez, a idéia é coloca-los na frente do palco num console.
Fonte: Tecnoblog

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Meu canal de GamePlay


Eae galera!
Primeiramente venho pedir desculpas por tanto tempo sem posts. Minha justificativa é que fiz algumas tentativas de começar um canal de GamePlay e agora finalmente saiu!
Confira o primeiro vídeo aí nas versões editado e não editado.
Deixem seus comentários (no Youtube de preferência) com a versão que vocês mais gostaram.

EDITADO:


NÃO EDITADO:



E aí? gostaram? Não gostaram? Comentem por favor!

domingo, 13 de maio de 2012

Cansou de perder banda?



Pesquisadores do Instituto Politécnico de Grenoble e do Centro Técnico do Papel, na França, conseguiram resolver esse problema. Eles desenvolveram um papel de parede capaz de “prender” o sinal WiFi dentro da casa dos usuários, mantendo-o longe do alcance de vizinhos folgados ou aqueles metidos à hacker.
O segredo da novidade para impedir que o sinal da internet fuja de casa e fale com estranhos, são microscópicos cristais de prata ordenados de maneira que impedem que a frequência de rádio dos roteadores sem fio passe por eles. Criados num padrão que lembram flocos de neve, os cristais são dispostos no ângulo de 45º e ficam entre duas camadas de kapton, liga plástica normalmente usada para produção de placas de circuito flexível.


De acordo com seus criadores, a invenção é capaz de bloquear sinais de 2,4 Ghz, 5 GHz e 6 GHz usados pelos roteadores. É importante ressaltar que ele permite livre trânsito de conexões GSM, 3G e 4G, o que garante que o celular não vai ser afetado.
Considerado uma proteção “adicional” às senhas das redes WiFi, o novo papel de parede deverá começar a ser vendido em 2013 pela Ahlstrom, companhia finlandesa que comprou os direitos de produção da invenção. Aos interessados, é bom começar a economizar desde já. Cada metro quadrado irá custar o equivalente a R$ 1.500,00, ta bom, eu sei que é muito caro pra você mas com certeza é só uma pechincha para empresas com informações confidenciais.

E aí? Você compraria?

sábado, 28 de abril de 2012

[Análise] - The Avengers "no spoilers"



Nessa sexta feira (27) assisti o filme mais esperado do ano no mundo nerd, THE AVENGERS, e digo que fazia tempo que um filme não me deixava tão empolgado.

Com ótimos efeitos especiais, um roteiro muito bem escrito e um 3D impecável,  filme me deixou com a imensa vontade de assistir de novo. Tenho que confessar que cheguei a pensar que o filme não conseguiria respeitar a história contada nos filmes anteriores e que muitas coisas seriam mal explicadas, mas todos os heróis foram introduzidos no "universo vingadores" sem precisar sair do seu universo em particular.

O filme apresenta muitas cenas engraçadas
De modo geral o filme é tudo aquilo que "acredito eu" os nerds estavam esperando. Para que não haja spoiler, não farei comentários das inúmeras cenas, que merecem sem dúvida ser lembradas. Isso fica pra outro post.

Opinião de outro site/blog: (Site: GameGeneration)
Os 60 minutos finais do filme mostra uma tonelada de efeitos especiais incríveis, piadas e diversão. E diversão é a palavra ideal para resumir Os Vingadores, principalmente porque o filme não está focado apenas nos detalhes de cada um dos personagens mas sim como eles se superam para trabalhar em conjunto.

Avaliação: 9.5

Diretor: Joss Whedon
Elenco: Chris Evans, Robert Downey Jr., Chris Hemsworth, Mark Ruffalo, Scarlett Johansson, Samuel L. Jackson, Jeremy Renner, Stellan Skarsgård, Cobie Smulders, Gwyneth Paltrow, Tom Hiddleston
Produção: Kevin Feige
Roteiro: Joss Whedon
Fotografia: Seamus McGarvey Trilha
Sonora: Alan Silvestri
Duração: 136 min.
Ano: 2012
País: EUA
Gênero: Ação
Cor: Colorido
Distribuidora: Disney
Estúdio: Marvel Enterprises / Marvel Studios
Classificação: 12 anos


Twiitta quem reparou o Stark com a camiseta do Black Sabath.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

[Análise Game] - Journey


O que esperar de um jogo em que seu personagem não tem pés nem braços, não fala, nem tampouco escreve ou lê? Não te culpo se você está pensando que o jogo deve ser péssimo, eu pensei isso antes de jogá-lo, mas assim que comecei a jogar percebi o quão genial um jogo tão simples pode ser.

"Journey" é um jogo que você só sabe uma coisa: Você deve chegar lá. E por mais que pareça estranho, com apenas dois botões "sem contar o direcional", você faz absolutamente tudo no jogo. O fato de estar sozinho no meio de um deserto faz com que qualquer construção se torne absurdamente extraordinária e mais extraordinária ainda é a sensação de encontrar um companheiro, um "amigo"...

Como já disse, seu personagem não fala, então como se comunicar com aquele ser animado que você encontrou?  - "O grito" é a resposta.
Esses amigos são outros jogadores que, assim como você, não sabem praticamente nada a respeito daquele mundo e isso faz com que vocês criem um certo vínculo e se queira terminar essa incrível jornada que dificilmente durará mais de 2 horas para acabar. É muito aconselhável que se complete o jogo de uma vez só, para que realmente se sinta tudo que existe para sentir nesse jogo.

Acho que não existem mais palavras para descrever, somente jogando que você vai entender do que estou falando.


Análise:
Aparência: 9
Jogabilidade: 10
História: 7,5
Duração: 10
Dificuldade: 2

Outra opinião: [Blog- LEVEL 99]Um dos jogos mais belos do Playstation 3. Uma viagem em busca da luz. A jornada silenciosa da amizade.

domingo, 18 de março de 2012

Jurassic Park em 3D vem aí


Seguindo a nova moda de refazer filmes em 3D, a Universal Studios anunciou a volta do Jurassic Park. Mais interessante que isso, é o fato de que a Universal, além de anunciar o filme, divulgou logo de cara a data de lançamento que é 19 de julho de 2013, não é uma data muito próxima mas já dá pra ficar ansioso... Bom, sendo o filme que é, eu espero que essa "atualização" não estrague tudo que esse filme genial é. Os estúdios prometem que tal lançamento vai ser surpreendente mesmo com o padrão de 3D de hoje em dia. Veremos.
Só posso dizer que mal posso esperar para ver um dinossauro saindo da tela... E você? O que acha que vai ser desse clássico em 3D?

sábado, 3 de março de 2012

Vitória dos gamers



Após os gamers brasileiros fazerem barulho, o projeto de lei que pretendia censurar jogos "ofensivos aos costumes, às tradições dos povos, aos seus cultos, credos, religiões e símbolos" foi retirado.

A assessoria do senador divulgou uma nota com o suposto motivo para a retirada do P, Leia:

[...]Afirmou que após um estudo mais aprofundado dos termos da proposição, e até mesmo sob o instrumento normativo a ser alterado, verificou-se que o alcance pretendido no projeto acabou sendo dissociado de sua finalidade. Esse fato adquiriu uma abrangência muito maior, o que praticamente poderia inviabilizar a comercialização de diversos tipos de jogos eletrônicos, que não fossem tão somente aqueles de se evitar a violência, o preconceito e o mal ferimento aos bons costumes, explicou o parlamentar.
Com isso, o projeto, prosseguiu o senador Raupp “reflexa e indiretamente, poderia ferir direitos fundamentais, notadamente como a liberdade de expressão, a livre iniciativa e o livre exercício da atividade econômica, e até mesmo podendo ensejar a censura, cujo fim representa uma das maiores conquistas do Estado Democrático de Direito

Traduzindo, depois de nós fazermos barulho o Senador, em português claro, pediu arrego. Parabéns nerds!

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Alerta para os gamers: Jogar pode se tornar crime



Quando você leu o título desse post, com certeza achou que se tratava de um exagero não é?
Pois bem, não tem nada de exagerado, se o projeto de lei do senador Valdir Raupp, for aprovado pode ter certeza que pelo menos 90% dos seus jogos se tornarão objetos ilegais.
"Mas que diabos diz essa lei?"  


Altera o art. 20 da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, para incluir, entre os crimes nele previstos, o ato de fabricar, importar, distribuir, manter em depósito ou comercializar jogos de videogames ofensivos aos costumes, às tradições dos povos, aos seus cultos, credos, religiões e símbolos.

Com certeza você imediatamente você pensou em jogos como GTA, Bully ou qualquer outro daqueles jogos que sempre causam mimimi na mídia, mas se você parar para pensar, até mesmo um jogo de corrida como "Need For Speed" ou "Midnight Club" pode ser proibido por "incitar o racha de rua" ou qualquer coisa (imbecil) desse tipo.

Essa falta de objetividade na lei abre brechas para que uma infinidade de games seja acusado e proibido (fato que faz lembrar os outros projetos de leis que atualmente causaram revolta entre os nerds "ACTA, SOPA E PIPA").

Felizmente nós temos novamente nossos heróis da ACIGAMES (que também é responsável pelo já conhecido projeto Jogo Justo) que mais uma vez está lutando por nós a nível legal, confira a carta aberta ao Senador Valdir Raupp.

A ACIGAMES, Associação Comercial, Industrial e Cultural de Games, vem manifestar-se publicamente a respeito da tramitação e votação do projeto de Lei 170/06, de autoria do senador Valdir Raupp.
A proposta do ilustre senador, que vem tramitando no Senado Federal há vários anos, pretende tipificar como crime os atos de “fabricar, importar, distribuir, manter em depósito ou comercializar jogos de videogames ofensivos aos costumes, às tradições, cultos, credos, religiões e símbolos”, com base no artigo 20 da lei 7.716/89, que classifica como crimes passíveis de punição atitudes relacionadas a preconceito de raça ou cor.
Ainda que a proposta tenha a intenção louvável de proteger grupos étnicos, religiosos e outros, da qual trata a referida Lei, a ACIGAMES entende que o projeto acabe por se realizar de forma falsamente moralizadora sem atingir os educativos pretensamente desejados.
A ausência de conceitos fundamentados que possam embasar a ideia, a falta de definições claras para terminologias intangíveis como “ofensivo”, “tradições” ou “cultos” e a não realização de um amplo debate com a sociedade civil, demonstram a incongruência da premissa e a falta de intimidade do referido projeto com as novas formas de interação e entretenimento digital.
A ACIGAMES não é complacente com delitos e, especialmente, com preconceitos de qualquer espécie.
No entanto, cumpre afirmar que não é possível admitir um precedente penal onde praticamente quaisquer de expressões presentes em um jogo eletrônico podem se encaixar em princípios abstratos como “costumes” e “símbolos”, entre outros, violando o elementar princípio da taxatividade, consagrado em nosso Direito Penal.
Ainda, impõe o modelo de projeto verdadeira censura aos jogo eletrônicos, um produto de cunho cultural reconhecido pelo Estado Brasileiro. Como produto cultural, não cabe à lei restringir a forma como este recurso é expresso, mas orientar o adequado consumo da referida produção, para obtenção de uma experiência salutar e prazerosa. Tal orientação, sob a forma de Lei, constitui verdadeira violação à liberdade de expressão Constitucionalmente protegida.
Para estabelecer os parâmetros necessários ao consumo apropriado dos bens culturais, a população já se serve da Classificação Indicativa do Ministério da Justiça, que cumpre com eficácia este papel educativo.
Paralelamente, os representantes do Senado parecem não considerar o impacto econômico fatalmente decorrente desta iniciativa e o crescimento exponencial incalculável do mercado negro, hoje já expressivo no meio, em virtude da facilidade de distribuição informal e do anseio popular pelo acesso a conteúdos que serão considerados “proibidos” a partir da vigência da lei como se propõe.
A ACIGAMES posiciona-se contrária às intenções do projeto de lei sobretudo por entender que a proposta sobrepõe-se inadequadamente à liberdade de expressão, constitucionalmente estabelecida, ao livre comércio e à já observada Classificação Indicativa, recurso aplicável à comercialização formal dentro dos parâmetros legais ora vigentes, mas certamente incapaz de atuar com eficácia contra o mercado paralelo e as novas formas de distribuição digital.
A Diretoria

Fica aqui o meu apelo, se você é gamer e não quer que esta lei seja aprovada, compartilhe essa informação para que outros gamers fiquem sabendo, afinal, tal informação ainda não está bem "espalhada". Se você não se interessa por games, compartilha também, afinal, não custa nada.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Nossos parceiros

Você que acessa o NerdFicando todo dia já deve ter reparado que nós temos uma barra de parceiros ali na barra lateral, e hoje eu vim aqui pra pedir a vocês que conheçam os nossos parceiros por que vale a pena.

Pra você que é Nerd e Roqueiro, seu 2º blog preferido "afinal o 1° é o Nerdficando" tem que ser o Curte Rock. Blog com notícias, colunas e curiosidades sobre sua banda de rock preferida!

Já pra você que é Nerd e Gamer não pode deixar de conhecer o Level 99 . Que além de trazer as melhores informações do mundo dos games traz o incrível LevelCast, com conversas e opiniões sobre temas realmente interessantes.

Globo obriga google a retitirar resultados de conteúdo pirata



Uma decisão da justiça brasileira liberada essa semana pode render uma dor de cabeça para o Google Brasil. A TV Globo entrou com uma ação contra o buscador no país por facilitar o acesso à “reprodução desautorizada de conteúdo” e um parecer favorável à emissora foi expedido ontem. Depois de ser notificado oficialmente da decisão, o Google terá até 48 horas para remover os links de conteúdo pirata no seu buscador.

Se o Google acatar a decisão, não vai ser a primeira vez que o buscador terá seus resultados artificialmente alterados. Quando isso acontece, normalmente um aviso no final da página diz que alguns links foram removidos a pedido dos detedores dos direitos do conteúdo. Mas se no período determinado depois da notificação os links continuarem no ar, eles receberão uma multa de R$ 5 mil ao dia.

Ao IG Tecnologia, o Google disse apenas que “não foi notificado [da decisão] e não comenta casos específicos”, mas conhecendo o histórico da empresa em casos assim, não é de se espantar caso eles recorram da decisão. Não é de praxe do Google abaixar a cabeça e deixar qualquer um manipular os resultados de busca. E nem deveria ser.

Via: Tecnoblog 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

CPBR 5 - Minha primeira vez


 Falhando miseravelmente na primeira "cobertura" do NerdFicando de uma Campus Party. não levei câmera. O que me fez tirar fotos com a câmera do meu celular que não tem uma resolução das melhores. Bom, já que prometi... Aí estão fotos:

Maior número de NERDS por metro quadrado que eu já vi

Simulador 1

Simulador 2
Gabinete "MEGAMUITOLOCO"

Utilizador do gabinete "MEGAMUITOLOCO"

Presença ilustre

"Estava eu  na fila, ( a bastante tempo a propósito) e quando finalmente chegou minha vez de jogar o simulador mais MEGAMUITOLOCO da CPBR5... Chega o Lucas (da "Fresno") e me tira de dentro do simulador (EU JÁ ESTAVA ATÉ DE CINTO)  e joga antes de mim.


Pelo menos o cara que cuidava do simulador, que era muito gente boa mas que eu não sei o nome, me deixou jogar mais tempo. 



Sessão Gabinetes MEGAMUITOLOCOS!








Iron Man tamanho real

"MADDOG" - Diretor executivo da linux international

O cara trás o nosso amigo Pinguim na PELE!!!

Bom galera, essas são as fotos, desculpa pela qualidade "ou falta dela" e comentem  aí o que mais vocês viram por lá e que não viram aqui.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Minecraft LEGO


Se você joga Minecraft e/ou têm amigos que joga, provavelmente já ouviu alguém dizer que o minecraft é "a ideia que a LEGO não teve". Pois é, a LEGO realmente não criou a LEGO VIRTUAL mas que tal o MINECRAFT FÍSICO ?


O Minecraft Micro World, como é chamado, será lançado no segundo semestre de 2012 e já está em pré-venda por US$ 34,99, cerca de R$ 60.

No kit estão inclusas peças que reproduzem alguns dos principais materiais do título, como madeira, terra e grama, além de ferramentas características. Além disso, bonecos de Steve e de um Creeper também fazem parte do pacote. Confira o vídeo promocional de lançamento do kit.



quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Cantadas para usar na Campus Party

Ae galera adivinha quem vai na campus party amanhã, Pretendo trazer aqui várias fotos sobre a minha primeira visita a uma CAMPUS PARTY Que tipo de nerd é você Pedro?. Bom, pra vocês eu deixo cantadas para vocês que estão ou irão na Campus Party.
Não precisa nem dizer que vi no Não Salvo

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Google condenado por liberar mapas gratuitamente



Um tribunal francês considerou o Google culpado da acusação de “abusar da posição dominante do Google Maps no mercado” e ordenou que o gigante da web pague indenização por perdas e danos a uma empresa de mapeamento local chamada Cartographes Bottin, além de outros 15 mil euros de multa.

De acordo com o veredito emitido pelo tribunal de Paris na quinta-feira, o fato do Google oferecer os serviços do Maps de graça a algumas empresas é uma prática “desleal”. Esta é a primeira vez que o Google é condenado em um caso envolvendo o fornecimento de mapas de seu serviço.

“Esta foi uma batalha de dois anos e uma decisão sem precedentes”
 Afirmou Jean-David Scemmama, advogado da companhia francesa.
“Nós provamos ao tribunal que a estratégia do Google para eliminar seus concorrentes”, comemorou o advogado ao jornal Economic Times.

Em um comunicado oficial, um porta-voz do gigante da web afirmou que a empresa irá recorrer da decisão. “Estamos convencidos que uma ferramenta de mapas livre e de alta qualidade é benéfica tanto para usuários quanto para empresas. Há falta de concorrência contra nós neste setor tanto na França quanto no resto do mundo”, encerrou a empresa.

Essa não é a primeira vez que o Google Maps rende dores de cabeça para sua empresa mãe nos tribunais da terra das baguetes. Em 2011 a empresa foi multada em 100 mil euros por violações de privacidade envolvendo o serviço Street View.

Via: Tecnoblog

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

X box 720 em 2013


Depois de tantos rumores sobre um possível Xbox 720 agora no final do ano alguém da Microsoft finalmente se pronunciou. O Diretor de Marketing da Microsoft França, Cedrick Delmas, falou ao Le Point sobre os rumores que pipocaram nas últimas semanas sobre um possível novo console.

Delmas comentou que “é certo que não vamos ter nada novo em 2012″, que qualquer expectativa de grandes novidades na E3 desse ano é ainda bem prematuro e que se a Microsoft quisesse competir com a Nintendo, teria que lançar algo logo e de imediato, o que não é o caso. Delmas também comentou que a Microsoft “não vai competir com outro fabricante no lançamento de um novo console, nem com a Nintendo, que inclusive está em um ciclo de inovações e lançamento diferente, como podemos ver com o Wii”.

Com essa declaração cai por terra as expectativas de vermos um novo Xbox, apelidado de Xbox 720, antes da virada do calendário maia. A IGN publicou uma matéria na semana passada cogitando um lançamento do suposto console para outubro-novembro de 2013, com a produção em massa dos componentes iniciando no final de 2012. Eles também citaram que seja possível que o processador gráfico seja baseado na ATI Radeon 6670 HD, o que possibilitaria um potencial gráfico 6 vezes maior do que o atual Xbox, ou ainda 20% acima do Wii U.

A declaração de Delmas, junto com os rumores da IGN, faz total sentido. Desde o lançamento do Xbox 360 a Microsoft tem cada vez encurtado menos o período entre anunciar uma novidade e sua disponibilidade nas lojas. O Xbox 360 foi anunciado em maio de 2005, para ter seu lançamento meses depois, em novembro. Já o novo modelo do Xbox360, foi anunciado em junho de 2010 na E3 e no dia seguinte já estava nas lojas. Ou seja, informações concretas sobre o suposto Xbox 720, só em 2013 pelo visto.

Via: Tecnoblog

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Redes sociais recebem a benção do Papa

Papa usando iPad para acender as luzes de uma árvore de Natal


O papa Bento 16 “abençoou” os meios de comunicação digital nesta terça-feira durante a apresentação do tema do Dia Mundial das Comunicações Sociais 2012 — debate promovido pela Igreja Católica a respeito das comunicações de massa.
De acordo com o pontífice, serviços como o Twitter e Facebook podem ajudar fieis a encontrarem respostas para algumas de suas dúvidas mais profundas, desde que intercaladas com períodos de silêncio e reflexão.
“Grande parte da dinâmica actual da comunicação é feita por perguntas à procura de respostas. Os motores de pesquisa e as redes sociais são o ponto de partida da comunicação para muitas pessoas, que procuram conselhos, sugestões, informações, respostas”, afirma o líder religioso.
“Devemos olhar com interesse para as várias formas de sites, aplicações e redes sociais (…) que na sua essencialidade, contém breves mensagens – muitas vezes limitadas a um só versículo, como na bíblia – que podem exprimir pensamentos profundos”, completa o Papa, para em seguida lembrar aos fiéis que o silêncio também é fundamental para que a humanidade encontre a iluminação.
“Em nossos dias, a rede vai-se tornando cada vez mais o lugar das perguntas e das respostas; mais, o homem se vê bombardeado por respostas a questões que nunca se pôs e a necessidades que não sente. O silêncio é precioso para favorecer o necessário discernimento entre os inúmeros estímulos e as muitas respostas que recebemos”, finaliza.
Essa não é a primeira vez que o Papa Bento XVI se mostra íntimo de novidades tecnológicas. No último Natal, por exemplo, usou um iPad para acender as luzes de uma árvore de Natal que estava a 220 km de sua residência.

Via:
Tecnoblog

ACTA, um projeto pior que o SOPA


SOPA, depois de quase gerar uma guerra cibernética e uma das maiores campanhas contra a censura no mundo, teve sua votação devidamente retirada do congresso. Uma verdadeira vitória contra uma lei truculenta que serviria de justificativa para uma tonelada de ações duvidosas das companhias de filmes e gravadoras de música dos EUA.
No entanto, a guerra contra a censura na internet está longe de acabar. O PIPA, projeto de lei irmão do SOPA, continua em pauta — sua votação foi apenas adiada. Mas estamos prestes a enfrentar um problema muito, muito pior: o ACTA.
Anti-Counterfeit Trade Agreement é um projeto para proteger as propriedades intelectuais no mundo todo. Aparentemente, seu primeiro objetivo era proteger bens materiais, como itens medicinais.
No entanto, o Electronic Frontier Foundation demonstra que muitas de suas cláusulas (as que são conhecidas) invadiriam a privacidade e as liberdades civis do consumidor, assim como o comércio legítimo, a inovação e a livre corrente de informação. O ACTA também pode limitar a liberdade de países em desenvolvimento, já que eles não teriam liberdade de escolher as melhores formas de política doméstica e desenvolvimento econômico.
Tumblr da Anonymous News descreve os maiores perigos do ACTA da seguinte forma (“ACTA Facts”):
  1. ACTA é muito mais agressivo do que o SOPA. Ele não vai apenas afetar e bloquear sites da internet — suas medidas incluem ainda a vigilância de qualquer coisa que você troque através de canais privados. Ou seja: sua comunicação pode estar inclusa
  2. O ACTA afetará as áreas da saúde, comércio e até mesmo turismo
  3. O ACTA não é o “SOPA Europeu”. O projeto, se for aprovado, afetará todos os países cujos governos oficializem o apoio
E mesmo com essas informações, as propostas do ACTA não estão abertas para análise do público. O que é realmente perigoso é que quase ninguém sabe o verdadeiro objetivo do ACTA.
O EFF diz (e preste bem atenção nos detalhes):
“O ACTA está sendo negociado por um seleto grupo de países industrializados, fora das convenções internacionais e multi-laterais já existentes sobre a criação de novas propriedades intelectuais, como a World Intellectual Property Organisation e a World Trade Organisation.”
Já começamos numa situação alarmante. O “seleto grupo” está tentando desviar de todas as convenções já existentes!
“Tanto a sociedade civil e países em desenvolvimento estão sendo intencionalmente excluídos dessas negociações. Apesar de as convenções existentes gerarem espaço (limitado, mas ainda assim um espaço) para muitos pontos de vista serem ouvidos e respondidos, nenhum fator externo irá influenciar o resultado das negociações do ACTA.”





De repente, este Ato de proteção às Propriedades Intelectuais afeta tanto o comércio, turismo, desenvolvimento, saúde e até downloads ilegais, sem nem mesmo descrever exatamente como poderá fazer isso. Tudo o que sabemos é que isso inclui — veja bem — a vigilância dos consumidores. Você gostaria de ser vigiado numa ida à farmácia? Alou, George Orwell, você só errou por alguns anos!
O ACTA estava desconhecido até então. Mas com toda a preocupação com a censura gerada nas campanhas contra o SOPA e o PIPA, as pessoas notaram este grande perigo. Na semana passada, os países europeus (incluindo a Irlanda) anunciaram que se juntariam nesta semana agora aos EUA, Austrália, Coréia, Nova Zelândia, México, Jordânia, Marrocos, Cingapura, os Emirados Árabes Unidos e o Canadá, em apoio ao ACTA.
O maior medo do SOPA e do PIPA é que ele afetasse o mundo inteiro. Pois bem, o ACTA afetará. E de uma forma pior ainda.
Como se não fosse o suficiente, este usuário do Youtube fez um vídeo de 15 minutos, onde supostamente confirma que “os grandes segredos” do MegaUpload podem afetar todo e qualquer cidadão americano, além de poder gerar uma caça às bruxas por todo o mundo. Parece um grande exagero, mas a possibilidade está aí:






via:Jovem Nerd

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

SOPA e PIPA ARQUIVADAS!!!!

Muito se falou desde a criação das propostas de lei SOPA e PIPA, que poderiam censurar provedores e usuários americanos da internet de uma maneira jamais vista. Os congressistas americanos responsáveis por votar essas propostas perceberam o quanto ela é odiada essa semana, depois que grandes empresas da web se mobilizaram para protestar contra elas. Esse mobilização parece ter dado resultado agora que tanto a SOPA quanto a PIPA foram arquivadas indefinidamente.
Tanto a PIPA quanto a SOPA seriam votadas esse mês, e deveriam chegar mais perto de uma assinatura presidencial. Mas hoje o líder do senado Harry Reid decidiu postergar o voto da PIPA e quatro horas depois o representante Lamar Smith, um dos idealizadores da SOPA, declarou que vai pedir o mesmo para a SOPA completando que é necessário “ter um acordo mais amplo sobre a solução”.
Os argumentos dos dois são basicamente os mesmos: a enorme crítica das duas propostas, principalmente no que elas acarretavam em termos de censura prévia e vigilância extrema, acabou motivando o adiamento. Como não há data prevista para um novo voto de nenhuma delas, as propostas acabaram sendo arquivadas.
ArsTechnica nota , porém, que as ideias que a SOPA e PIPA propõem podem retornar na forma de outra proposta de lei. Tanto que o próprio cocriador da SOPA disse que vai “continuar trabalhando com detentores de direitos autorais para desenvolver propostas que combatem a pirataria online e protegem a propriedade intelectual americana”. Mas as chances de que essas duas foram arquivadas para sempre e nunca mais verão a luz do dia são bem altas.
Internet, você está de parabéns.



Via: Tecnoblog

domingo, 1 de janeiro de 2012

Prince of Persia - The sands of time (Análise)


Eu digo com quase certeza que se você joga ou jogou prince of persia não gostará do filme.
A história é interessante e o filme não é de todo ruim mas "Prince of Persia -  The sands of time" pra mim é no máximo "bonzinho".
Um dos defeitos "pelo menos no meu ponto de vista" do filme é que a nossa querida Disney transformou uma ótima idéia em um conto de fadas. Um bopm diretor com certeza não colocaria tanto romantismo no filme.
Nada como um "felizes para sempre" para estragar tudo.
Além disso o filme força em alguns pontos que não precisaria.
Mesmo assim acho que vale a pena assistir o filme porque os pontos fracos deste são coisas que eu particularmente reparo e levo em consideração na hora de analisar um filme.

Avaliação: 6.5

Ficha técnica:

Título original: Prince of Persia - The Sands of Time
Duração: 116 minutos (1 hora e 56 minutos)
Gênero: Ação / Aventura
Direção: Mike Newell
Ano: 2010



Opinião de outro Site/Blog: (Site:Adoro Cinema )
Como um todo, Príncipe da Pérsia - As Areias do Tempo é um filme mediano. Traz de volta uma fórmula de reconhecido sucesso, tentando aplicá-la sobre novos elementos. Às vezes funciona, em outras não. Independente disto, é um filme de ação que consegue capturar a atenção e, em alguns momentos, divertir. Objetivo primário do cinema produzido por Jerry Bruckheimer, que nada mais deseja do que ver seu novo produto faturando alto nas bilheterias.

Planeta dos macacos - A origem


Antes de expressar minha opnião sobre o filme tenho que comentar que para mim tudo precisa ter uma explicação, por mais que a explicação seja simplesmente não precisar de explicação. Não entendeu né? Bom, falemos do filme.
"Planeta dos macacos - A origem", como todos sabem, é um filme de ficção cientifica que fala sobre uma rebelião organizada pelos macacos e é aí que entra a tal explicação que eu estava falando. No filme não são simples macacos que se tornam inteligentes a partir do nada, estes passam por experimentos na incansável busca de um cientista pela cura do mal de alzheimer. Para não contar toda a história do filme paro por aqui dizendo que sem dúvida esse é um filme que vale a pena assistir, daqueles que te deixam com um gostinho de quero mais, e se estou certo, teremos mais!



Avaliação: 9.0

Ficha Técnica:
Elenco: James Franco, Freida Pinto, Andy Serkis, Brian Cox, Tom Felton, David Hewlett, John Lithgow.
Direção: Rupert Wyatt
Gênero: Aventura
Duração: 105 min.
Distribuidora: Fox Film
Estreia: 26 de Agosto de 2011

Opinião de outro Site/Blog: (Site: Cinepop)
PLANETA DOS MACACOS: A ORIGEM combina uma narrativa fantástica com o próximo salto da tecnologia de efeitos visuais, obtendo como resultado um filme com uma textura de ação e emoção inédita

# Compartilhe

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Mais lido (mês)

© Traduzido Por: Template Para Blogspot | Thema Seo Blogger Templates