domingo, 31 de julho de 2011

Novo Notebook Samsung Série 9 | 900X3A


























De olho num público mais sofisticado, a Samsung chuta o balde e traz para o Brasil o Samsung Série 9 (NP900X3A-A1), um notebook leve e fino com design primoroso e desempenho que não fica atrás de modelos maiores e mais pesados.

Segundo a fabricante, o público-alvo desse produto ainda é o usuário doméstico que procura por um equipamento moderno e de estilo diferenciado, mas que ao mesmo tempo não quer abrir mão do desempenho oferecido pelas plataformas mais modernas (encaixa direitinho na nova definição de ultrabook). De qualquer modo, nada impede que o Série 9 também não encontre seu espaço entre profissionais liberais, pequenos negócios ou mesmo entre altos executivos.

Acredito que num mercado onde os computadores cada vez mais se tornam “commodities”, a Série 9 quer fugir desse ciclo procurando resgatar a imagem do notebook como um objeto de desejo investindo pesado em design e alta tecnologia, algo que a indústria automobilística já faz há muito tempo (como a Volkswagen com a Audi ou a Fiat com a Ferrari). A única diferença nesse caso é que a Samsung ainda investe no seu próprio taco, sem apostar em uma marca mais premium .


sábado, 30 de julho de 2011

Estudo diz que usuários de IE são mais burros...


Segundo o estudo desenvolvido por uma companhia canadense chamada AptiQuant os usuários de Internet Explorer têm uma capacidade de raciocínio consideravelmente menor do que a de usuários de outros navegadores.
Para ser mais específico, os números mostram que o QI médio de um usuário que insiste no IE6 é de meros 82 pontos, enquanto o navegante que prefere o IE7 é de pouco menos de 85. Já os usuários do IE9 registram QI médio de 90, pouco atrás do pessoal que prefe o IE8, com 97. Interessante mesmo é notar que os índices dos usuários de todas versões do navegador da Microsoft estão abaixo dos 100 pontos, "índice de inteligência de uma pessoa (Burra) mediana."

Já os usuários do Mozilla Firefox e Chrome têm em média 100 pontos de QI, sendo que os usuários do Chrome tem uma pequena vantagem sobre os do Mozilla. O estudo ainda aponta o Opera como sendo o navegador dos gênios, estes tem em média 120 pontos de QI.

A AptiQuant diz ter testado e monitorado cerca de 100 mil usuários para chegar a tais números.

A título de curiosidade, o mítico QI de Albert Einstein era de 160, ironicamente o mesmíssimo número registrado por Bill Gates.

Confira a matéria original (em inglês).
Agora a AptiQuant podia pesquisar sobre algo que nós ainda não saibamos.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Amy, Amy, Amy


Estou longe de entender de soul e estou longe de ser uma grande fã de Amy Winehouse. Mas o que dizer a respeito de uma das maiores estrelas que a nossa geração viu surgir e que também viu morrer, nesse sábado, entrando no clube das estrelas mortas aos 27 anos?

Amy foi a cantora mais verdadeira que surgiu na década passada. Utilizava poucas metáforas em suas letras, deixava seus sentimentos bem explícitos para aqueles que quisessem entende-los, e tinha talento. Uma voz afinada, grave, diferente, digna de grandes divas negras dos anos 50, em uma cantora branca, tímida e magrela dos anos 2000. E mesmo quem não gosta do estilo que a moça cantava tinha que admitir que ela, sozinha, abriu as portas para uma cena consistente de soul no Reino Unido. E apesar dessa voz nascida para o soul, a vida de Amy era punk: seu vício em drogas e sua aparência junkie não diferiam muito da de grandes ícones do estilo como Johnny Thunders, Stiv Bators e, para citar uma garota, Nancy Spungen (namorada do ícone máximo Sid Vicious).

O estilo pessoal da cantora também virou moda: o monte de cabelo no alto da cabeça e o delineador borrado pipocaram pelas passarelas e ruas do mundo inteiro, inspirados nas divas dos anos 50, enquanto suas tatuagens davam um ar de rebeldia. E, mais do que pela música e pelo estilo, Amy era notícia por causa de seus escândalos, na maioria das vezes motivados pelo vício em drogas e/ou por sua relação conturbada com o marido Blake Fielder-Civil. E embora a causa da morte ainda não seja oficialmente conhecida, eu acredito que tenha sido por overdose. Ela era uma garota tímida, e essa timidez era um charme, mas também era um veneno. Pessoas tímidas que tem o peso da fama sob seus ombros geralmente não conseguem lidar com a crueldade que a fama revela ter, e acabam buscando consolo em hábitos não muito saudáveis. Um exemplo foi Kurt Cobain.

Li por aí que o maior problema de Amy é que ela amava demais, e que isso a fazia sofrer muito. Concordo. Suas letras revelam sua dor sem metáforas, que sem o amor que ela esperava receber ela estava em um buraco negro de desespero. E uma forma de buscar alívio nesse buraco eram as drogas. Foi-se uma artista talentosíssima que tinha muito a nos oferecer ainda, mas sua alma torturada finalmente se libertou. Vai o corpo, fica o mito e também meu respeito eterno a ela. Que ouçamos sua música nos lembrando de como era maravilhosa e da sorte que tivemos em poder conhecer uma artista tão verdadeira e talentosa, e não nos lamentando por sua morte precoce. Aos fãs, suas lágrimas secarão sozinhas.

Deixo também a música que, em minha opinião, seria a música perfeita para o funeral de Amy: Back to Black. Boa noite.

Postado Por: Cathy

Amy, Amy, Amy

segunda-feira, 25 de julho de 2011

L.A. Noire

L.A. Noire é um "game" desenvolvido pela rockstar games para os consoles Xbox 360, playstation 3 e PC a trama do jogo conta como base a do game gta em terceira pessoa que te da a liberdade de interagir com vários tipos de objetos e outros.
Com o protagonista Cole Phelps ele é totalmente diferente dos personagens de gta ele é um veterano da segunda guerra todo certinho que luta dia-a-dia para tornar a cidade Los Angeles um lugar melhor para se viver ou seja tirar a corrupção da cidade, podemos definir L.A. Noire como um jogo de suspense com uma narrativa de fundo nesse jogo Cole tentara desvendar mistérios de assassinatos e para isso ele precisará de pistas de por exemplo com que arma o assassino matou a vitima aonde ele matou onde ele conseguiu a arma, e também preciso falar que é um jogo complicado pois as pessoas que jogarem precisam ter paciência pois o jogo é parado tem os ''videos'' e coisas do tipo. Joguei esse jogo e achei o máximo.

sábado, 23 de julho de 2011

Você provavelmente não sabia mas...

Que dó, que dó, que dó!!!

Não existem formigas suicidas...

Genial!

JURA!? Eu não acredito!


Via :  Learn Something Every Day

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Toyota mostra carro com janela sensível ao toque (vídeo)

Montadora criou conceito de carro que conta com "Janela para o futuro".

O centro de pesquisa e desenvolvimento que a montadora Toyota mantém na Europa mostrou no início deste mês um estudo sobre uma janela sensível ao toque que poderá aparecer nos carros da empresa em um futuro distante.

Desenvolvido em conjunto com o CID (Copenhagen Institute of Interaction Design), o dispositivo promete utilizar recursos de realidade aumentada para oferecer experiências de interação em tempo real aos ocupantes do veículo.

Chamada de “Janela para o futuro” por seus criadores, a invenção permitirá que os passageiros do veículo possam calcular distâncias, dar zoom em elementos da paisagem, fazer desenhos e até mesmo um sistema que promete reconhecer os objetos do ambiente e oferece traduções de seus nomes.

Confira no vídeo.


(Vídeo do YouTube)

Aos mais animados, calma: até o momento a Toyota não revelou quaisquer planos de colocar a novidade nas ruas, nem mesmo os detalhes técnicos que farão com que este sistema se torne realidade.

TecnoBlog

quinta-feira, 14 de julho de 2011

10 armas caseiras que são mortais!


Gostaria de ter o conhecimento necessário para brincar assim também!
Até onde vai a imaginação do ser humano? Para muitos, a nossa criatividade não tem limites. E alguns “inventores de garagem” provam isso todos os dias. Invenções malucas e bizarras não faltam, basta dar uma pesquisa na internet para encontrar gadgets estranhíssimos.
As parafernálias são produzidas de acordo com os interesses dos “gênios caseiros”. Quando crianças, boa parte dos meninos gosta de brincar com armas de plástico, fingindo ser policiais ou imitando os super-heróis dos desenhos animados e quadrinhos. Os pequeninos crescem, e a obstinação pelas armas também.
Em vez das inofensivas pistolas plásticas, os inventores usam qualquer coisa que esteja ao seu alcance para criar dispositivos poderosos, algumas vezes mortais. Prepare-se para conhecer os armamentos mais perigosos feitos em casa.
(Fonte da imagem: Reprodução YouTube)
Advertência: o Tecmundo adverte para a periculosidade de tentar reproduzir qualquer uma das engenhocas descritas neste artigo. Portanto, não faça nada disso em casa, no trabalho ou na escola.

O raio solar da morte

Existem pessoas aficionadas por fogo. Para alguns, um isqueiro é suficiente para fazer com que os olhos dos piromaníacos brilhem. Entretanto, isso não era o bastante para Eric Jacqmain, um jovem norte-americano que adora queimar objetos.
Cansado do seu poder de fogo limitado, o rapaz resolveu combinar uma parabólica velha com 1,75 metros de diâmetro e 5,8 mil pedaços de espelhos para formar um dispositivo que utiliza os raios solares para tostar qualquer coisa. Dê uma olhada no vídeo abaixo e confira o poder de destruição do invento.
O ponto máximo de ação dos raios combinados atinge aproximadamente 2 centímetros de diâmetro, há alguns palmos do centro da antena. A engenhoca pode queimar metal, madeira, concreto e até pedras!
A parabólica é tão poderosa que pegou fogo. Mas o jovem não desanimou, e já anunciou estar trabalhando em uma versão 2.0 do invento, a qual deve contar com 32 mil espelhos. Já imaginou o estrago que esse brinquedo será capaz de fazer?

Mão flamejante

Quem nunca imaginou possuir superpoderes que atire o primeiro raio com os olhos. Força além dos limites, teletransporte, leitura de pensamentos e manipulação de objetos com o poder da mente são outras habilidades que muitos gostariam de ter. O engenheiro elétrico Everrett Bradford, pelo jeito, sempre quis lançar chamas pelas mãos.
Como a mutação genética ainda não foi capaz de produzir tais habilidades, o jovem criou uma luva composta por um recipiente repleto de butano e propano, válvulas acionadas por microcontrolador e um dispositivo para gerar faíscas. Com isso, ele obteve um aparelho capaz de controlar labaredas. O tamanho das chamas é estabelecido pelos movimentos do pulso e dedos.

Canhão de fumaça

A BBC, emissora de rádio e televisão do Reino Unido, produziu um quadro chamado “Bang Goes the Theory” para colocar conceitos científicos à prova. Em um dos episódios, Jem Stansfield construiu um canhão de vórtice.
A parafernália de grande porte mistura dois gases (acetileno e oxigênio), os quais são mantidos em movimentos circulares, para gerar uma explosão. Em consequência disso, a diferença de pressão entre a parte interna e externa do canhão faz com que uma grande massa de ar seja movimentada. Os anéis disparados chegam a atingir até 322 km/h!
A potência da invenção impressiona. O canhão de vórtice foi capaz de derrubar paredes de palha, madeira e tijolos. Seria essa engenhoca uma opção para que as empresas de construção civil derrubem casas com menos barulho e periculosidade?

Pulso laser perfurante

Jogos e filmes são pratos cheios para a inspiração dos maníacos por armas. Mas enquanto as pistolas eletromagnéticas e os canhões de plasma não chegam às lojas, os inventores se viram como podem. O usuário do YouTube AnselmoFanZero divulgou um vídeo com o seu armamento laser.
A Pulse Laser, como foi batizada a arma, utiliza luz pulsada que atinge uma potência de 1 MW. Ela é capaz de estourar balões, acender palitos de fósforo, furar pedaços de madeira e lascas plásticas. Os “tiros” não podem ser vistos a olho nu, pois são compostos por luzes infravermelhas. A bateria de quatro células oferece 50 disparos, os quais levam cerca de 4 segundos cada um para carregar.
O visual do artefato é muito bacana, lembrando o armamento utilizado em alguns seriados cinematográficos futuristas, como o Star Wars. Anselmo comercializa a Pulse Laser sob encomenda. Todavia, ele solicita que os seus clientes não usem a arma contra pessoas, animais e materiais refletivos – uma precaução indispensável para a saúde do atirador.

Arma a laser caseira

Basta acessar o canal do Styropyro no YouTube para perceber que o rapaz é viciado em lasers – com alta potência de destruição, é claro. Uma das invenções mais bacanas dele é a metralhadora que dispara raios capazes de estourar bexigas, desenhar em superfícies específicas e acender palitos de fósforo, por exemplo.
O inventor usou uma arma de pressão, um diodo laser (similar ao utilizado em drives de Blu-ray de 12x) e uma bateria de 9 V. Segundo o criador, os disparos desse armamento são capazes de atingir seus alvos a uma distância de até 10 metros. Mesmo sem vender a arma, o autor explica que é importante estar equipado com óculos especiais, pois os raios podem deixar uma pessoa cega.

Estilingue hi-tech

Uma forquilha de madeira e uma tira elástica são todo o material necessário para que você construa uma arma primitiva: o estilingue. Todavia, existem pessoas que não se contentam em lançar pedras. Por exemplo, Joerg Sprave, o autor do blog The Slingshot Channel, utiliza sua criatividade para bolar modelos diferenciados desse aparato militar que virou brinquedo.
A estrutura de madeira que esse inventor desenvolveu não é novidade. Entretanto, ele adaptou o mecanismo de disparo para lançar uma infinidade de objetos. No arsenal já disparado por Sprave, estão bolinhas de gude, facões, bolas de ferro, estacas de madeira e iPhones.
A técnica é um tanto quanto agressiva para se vingar do seu smartphone que parou de funcionar. Por outro lado, o disparo é extremamente eficiente: o gadget fica estraçalhado.

Do game para a vida real

Kipkay, usuário do YouTube famoso por suas invenções malucas, é assumidamente fã da franquia Dead Space. As armas apresentadas nas missões são sonhos de consumo para boa parte dos jogadores aficionados por essa série de games. Se você se enquadra nesse perfil, saiba que existem réplicas plásticas do armamento usado pelo personagem Isaac Clarke à venda.
Com um desses modelos em mãos, o inventor resolveu dar um upgrade na arma de brinquedo. Para que a réplica disparasse raios lasers de verdade, ele utilizou diodos lasers nas cores azul e roxa e alguns componentes para modular os raios. Confira o resultado dessas mudanças no vídeo abaixo:
Caso você crie algo parecido, não se empolgue na hora de mostrar sua engenhoca para amigos, pois a luminosidade emitida é nociva à saúde.

Trombone lança-chamas

O que um trombone tem de ameaçador? A princípio, nada. Entretanto, passe longe de Scott Jackson se ele estiver com um aerofone. Isso porque o jovem transformou seu instrumento musical em um lança-chamas.
Apelidado de Frankenhorn, o trombone flamejante conta com um dispositivo de ar comprimido, canos feitos de um material resistente a altas temperaturas e um pequeno aparelho que funciona como um maçarico.
A engenhoca levou duas semanas para ser construída. Ela pode lançar labaredas com até 6,5 metros. O vídeo não informa qual foi a intenção do inventor com a modificação. Uma alternativa para ele é participar de eventos pirotécnicos. Caso isso não dê certo, o trombone pode servir para fazer um churrasco.

Forno de micro-ondas

O usuário do YouTube Kylesmith22 pegou seu forno de micro-ondas velho e o transformou em um dispositivo bizarro e muito perigoso. A engenhoca, que ainda utiliza lâminas de metal, madeira e coolers de computador, é capaz de produzir ondas eletromagnéticas com potência de 1 KW, capacidade capaz de cegar uma pessoa em poucos segundos.
No vídeo postado pelo inventor, o aparato conseguiu alterar o horário de um relógio, acender o display de um celular, estourar três CDs em poucos segundos, acender uma lâmpada fluorescente e a gravação parou por aí. Esperamos que o gato que desafiou passar na frente da boca do forno esteja bem.

Precisão para armas antigas

O mesmo Kipkay desenvolveu um modelo moderno de estilingue, o qual tem uma precisão cirúrgica de disparo. A arma inovadora acaba com o visual rústico dos estilingues tradicionais (aqueles feitos com galhos de árvore e garrote de farmácias). Ela conta com peças metálicas, que dão maior durabilidade ao aparato, e uma mira a laser.
No vídeo acima, o criador da remodelagem para estilingues explica como você pode produzir um igual. Novamente, o Tecmundo adverte para que esse tipo de armamento seja utilizado com consciência, ou seja, somente em alvos inanimados. Não dispare contra pessoas ou animais.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

O vídeo da semana [1]

Eae pessoal, a partir dessa semana, toda quarta feira postarei "O vídeo da semana".
Quem tiver alguma sugestão de vídeo, envie nos comentários do post.

Essa semana temos "os Memes" cantando Don't Stay do Linkin Park.




domingo, 10 de julho de 2011

Avril Lavigne


E aqui vou eu, estreando minha nobre tarefa de dar a minha opinião negativa ou positiva sobre músicos do mundo inteiro. E resolvi fazer as honras com Avril Lavigne.

Avril Lavigne é uma cantora pop canadense nascida em 27 de setembro de 1984, na pequena cidade de Napanee, e já lançou quatro discos de estúdio: Let Go (2002), Under My Skin (2004), The Best Damn Thing (2007) e Goodbye Lullaby (2011).

Posso dizer com certeza que fui uma das primeiras fãs de Avril no Brasil, lá pelos idos de 2002, com meus 6 anos de idade. Eu não tinha a menor noção do que era rock n' roll naquela época, e ganhei um single promocional de "Complicated" numa promoção de rádio. Gostei da música, e mais tarde vi um vídeo e me apaixonei pelo estilo dela. Meu maior sonho era ser skatista, então.

Passei 7 anos da minha vida sendo fã da loira canadense, acompanhando fielmente suas mudanças, fui até mesmo ao seu show em 2005. Porém, ao mesmo tempo que as pitadas rock do som de Avril foram desaparecendo, o meu gosto musical foi mudando. E a fase rosa de Avril, que dura até os dias de hoje, só me decepcionava cada vez mais.

Hoje consigo fazer uma análise construtiva de suas músicas. Ela tem uma voz agradável em seus primeiros dois CDs. O instrumental é simples, ela aposta bastante em baladas românticas e também em músicas mais intensas, mas é claro que os temas das letras não são nada profundos - apenas "Slipped Away", que fala sobre a morte do avô da cantora, passa longe do tema garotos. Se você tem paciência com música pop mascarada de rock, não achará um grande sacrifício escutá-la.

Então Avril se casou e desistiu abandonar de vez a imagem de roqueira que ela tentava passar, transformando-se em tudo aquilo que ela sempre disse repudiar: feliz, animada, fazendo coreografias e usando rosa. Na época em que tinha 17 anos parecia mais madura do que hoje em dia, aos 26. Mas até mesmo The Best Damn Thing, seu CD de 2007, tem músicas suportáveis.

E então veio "Alice", na minha opinião a pior música que Avril já teve coragem de gravar em toda a sua carreira. Seu novo CD? Nem tive coragem de ouvir direito: "What the Hell" e "Smile" já me provaram que meu coração ex-fanático vai se partir em mil pedacinhos se se sujeitar a ouvir mais atrocidades musicais vindas de sua heroína da infância.

Mas não me arrependo dos sete anos de fanatismo convicto. Minha opinião atual é de que Avril cansou de ser a roqueira do shopping e virou a musa adolescente sensual e feminina que sempre quiseram que ela fosse, com alguns anos de atraso. A música? Eu ainda sei as letras dos primeiros discos de cor, e não me envergonho de cantar junto com "Things I'll Never Say"; mas me recuso terminantemente a escutar qualquer nova peripécia da srta. Lavigne.

Post dedicado a ela mesma, Avril. Beijos da sua maior ex-fã.

Postado Por: Cathy

Avril Lavigne

sábado, 9 de julho de 2011

Novidades no Google!




No evento Inside Search hoje o Google apresentou algumas novidades do seu buscador, que começam a ser lançadas no google.com em inglês. Depois de um tempo elas devem aparecer em outros idiomas também.

Basicamente as três principais novidades são: busca por voz no desktop; busca de imagens usando imagens (similar ao Goggles no smartphone); e Instant Pages, um pré-carregamento do primeiro resultado da busca.A busca por voz é popular nos smartphones com telas de toque, onde digitar no meio da rua não é fácil. Mesmo nos que têm teclados físicos completos a coisa pode ficar complicada, já que é difícil operá-los com uma única mão (diferente do estilo do clássico Nokia E71, por exemplo). Falar, então, é a melhor saída. Agora esse recurso está sendo aplicado no Google tradicional, para desktops.Aos poucos um botão com um microfone aparecerá no campo de busca, permitindo falar no desktop mesmo. Ela aproveita a API de voz do Chrome.A busca por voz será liberada aos poucos para os usuários do Google em inglês, mas apenas no Chrome 11 ou superior. Para outros navegadores deve demorar, basicamente até adotarem a Speech API do HTML 5.O outro recurso interessante permite buscar por imagens usando... imagens! De fotos salvas no computador a disponíveis na web, será possível encontrar imagens similares ou com o mesmo assunto. O objetivo não é bem o mesmo de sites como TinEye ou GazoPa, que procuravam imagens bem parecidas (ou iguais, maiores, etc). Com o do Google além de imagens parecidas a ideia do serviço é facilitar a busca do objeto da foto. Pode ser um prédio, um local, um animal... Mais ou menos como o Goggles.Arrastar uma imagem para o buscador nem sempre é tão prático, mas há uma saída melhor: por meio de uma extensão para Chrome ou Firefox fica fácil pesquisar imagens da web clicando numa imagem qualquer com o botão direito. Essas extensões só funcionarão bem caso a novidade já esteja ativa para você. Como a implantação é gradual, pode demorar um pouco.Além disso a pesquisa instantânea será aplicada na busca de imagens também nos próximos meses, onde o Google Instant já for suportado.Um outro recurso para melhorar o tempo de carregamento ao fazer uma busca é o pré-carregamento do primeiro resultado de busca no Chrome.Isso será aplicado quando o algoritmo do Google detectar que o resultado mais provável de receber clique for realmente o primeiro, então não são todas as consultas que ativarão o pré-carregamento.

Thunderbolt Supostamente Superado!


O PCI Special Interest Group trabalha num padrão PCI com cabo para competir - e ir além - com o Thunderbolt, conexão famosa pela parceira entre a Intel e Apple. As informações disponíveis por enquanto são superficiais, daqui alguns dias deveremos ter algo mais concreto. O sistema está sendo divulgado na conferência anual de desenvolvedores da PCI SIG.

Basicamente a especificação permitirá alcançar uma velocidade de transferência de até 32 Gbps (4 GB/s). A princípio, com base no PCI Express 3.0, o sistema usará cabos. Mas com as velocidades do PCI Express 4.0 no futuro poderá adotar fibra óptica.A coisa fica interessante pois além de ser bem mais rápido do que o Thunderbolt com seus 10 Gb/s, será mais aberto e provavelmente mais barato para licenciamento. Se for assim mesmo, terá mais chances de se popularizar como conexão cabeada ultra-rápida de curta distância.Pelo lado negativo, as divulgações iniciais indicam que o sistema cabeado poderá fornecer alimentação de apenas cerca de 20W, insuficiente para alimentar dispositivos como placas de vídeo (já pensou, placas de vídeo potentes com PCI portátil?). O uso será mais para dispositivos de armazenamento mesmo, como SSDs, pendrives, câmeras, etc.Segundo algumas divulgações não oficiais, a forma final dos cabos será mais elegante do que no Thunderbolt, permitindo conectar aparelhos mais finos (tablets, smartphones?).Daqui alguns meses devem aparecer os primeiros relatórios iniciais, mas a tecnologia não deve chegar aos consumidores finais antes da metade de 2013.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

CURIOSIDADES INÚTEIS, OU NÃO!

Mac OS, Linux Ou Windows?

Um velho ditado vale aqui: gosto não se discute! Sistema operacional, cada um tem o seu preferido. Mas para aqueles que ainda não decidiram ou não conhecem os principais concorrentes do mercado, a gente dá uma mãozinha; fomos conversar com um especialista no assunto para saber quais as principais diferenças entre Windows, Mac OS e Linux.

Vamos começar com o campeão de audiência: o Windows. Provavelmente todo mundo que já usou um computador, conhece. Ele começou apenas como interface gráfica para o antigo MS-DOS – alguém aí se lembra das telas verdes dos computadores? - e hoje, além de ser um dos sistemas operacionais mais antigos no mercado é também o mais popular. E, claro, isso tem suas vantagens."É mais fácil encontrar aplicativos, é mais fácil encontrar drivers nos dispositivos que você vai usar nele, além de ser mais fácil de achar pessoas que saibam usar por ser o mais utilizado no mundo. Então não há dificuldade para treinar pessoas em uma empresa para usá-lo", conta Wellington Watanabe, CEO da Bug Busters, empresa de assistência técnica para computadores. "Por ser o mais utlizado, é mais fácil de ser atacado por vírus. Então, ele acaba sendo muito mais assediado por este tipo de problema de vírus e malware, porque pode-se atingir uma quantidade muito maior de usuários", conclui.Lançado em 2009 e prestes a ser substituído, o Windows 7 é a última versão do sistema operacional da Microsoft. A atualização foi focada na intenção de torná-lo totalmente compatível com aplicações e hardwares com os quais o Windows Vista já era compatível. Mas, mais do que isso, o sistema apresentou infinitamente menos travamentos e um grau de maturidade inédito na família Windows."O Windows 7 já é uma versão que veio corringindo uma série de coisas do Vista e XP. É uma versão nova que veio com uma dinâmica muito melhor e é mais seguro", explica Wellington.O Windows 7 está indo de vento em popa. Vendeu muito. Mas, prepare-se no começo de 2012 já vem aí o Windows 8. Pelo que já deu para saber, o novo sistema operacional da Microsoft vai adotar várias soluções que hoje estão presentes no Windows 7 mobile. Tem também a possibilidade de você começar a interargir com o computador por meio de gestos, usando a tecnologia que foi criada para o Kinect, acessório do XBox, o console de games da Microsoft.De um tempo para cá, principalmente depois do sucesso que iPod e iPhone fizeram mundo afora, os computadores da Apple vêm ganhando espaço. Conseqüentemente, o MAC OS, sistema operacional que vem nas máquinas da empresa de Steve Jobs, se torna cada vez mais conhecido."Design sempre foi um diferencial e um ponto positivo. A inovação também chama atenção, então a usabilidade acaba sendo um atrativo para as pessoas", explica Wellington. Esse aumento de vendas de computadores Apple atrai cada vez mais fabricantes de aplicativos para a plataforma. E, diferente do que acontece no Windows, existe um controle rigoroso para que um programa seja disponibilizado para o Mac OS; antes, ele deve ser testado e pré-aprovado pela Apple, o que garante padrão e qualidade dos aplicativos.Até pouco tempo atrás, os MACs eram conhecidos por não serem suscetíveis a vírus. Mas isso já não é mais realidade. Os hackers já descobriram falhas para serem exploradas e criaram pragas virtuais. O número desses malwares ainda é pequeno, mas, sim, os usuários de Mac também devem se preocupar e utilizar um antivírus nas suas máquinas. Ainda no quintal de Steve Jobs, nas próximas semanas vêm grandes novidades. O sistemas operacionais dos MACs recebem nomes de felinos Atualmente, o sistema está na versão Snow Leopard. No mês de julho, chega a nova versão, a Lion. E tem alguns recursos bem bacanas vindo com ela. O Lion tem uma interface muito próxima à dos iPads e iPhones: os programas podem ser exibidos assim, como ícones no seu desktop – e o touchpad dos notebooks passa a ser ainda mais versátil, com diferentes gestos e toques para várias funções. Outra coisa interessante é o trabalho em rede. Com o Lion, se você estiver numa rede com outros Macs, e quiser transferir documentos entre eles, bastará clicar e arrastar para o outro computador. Simples assim. O pessoal da Apple diz que será o fim dos pendrives para transportar arquivos de um micro para outro.Por último, o Linux, um sistema de código aberto; isso significa que qualquer pessoa pode utilizar, estudar, modificar e distribuir o sistema operacional, de acordo com os termos da licença. Por isso, existem diversas versões de Linux, chamadas de distribuições. Talvez o Ubuntu seja a mais famosa dessas versões – e também a de interface mais amigável."O Linux tem a vantagem da questão de custo, por não ter que pagar para usar o sistema operacional. Mas, os outros fabricantes defendem que este não é o custo que tem que ser medido, porque você acaba tendo mais custos na administração do sistema. É necessário ter um treinamento do usuário, porque não é tão intuitivo quanto o Windows, que é usado por mais pessoas", afirma Wellington. Essa é uma das maiores desvantagens dos sistemas em Linux; não há suporte. E, se você não for um usuário um pouco mais avançado e se virar sozinho, normalmente vai ter que recorrer aos fóruns para pesquisar uma solução para qualquer problema que tiver.Por outro lado, a maior vantagem está na segurança. O mundo Linux é pouquíssimo visado pelos hackers, mesmo porque o número de atingidos com um vírus para Linux seria bastante pequeno, o que não interessa para esses piratas virtuais. Além disso, por ser uma comunidade de usuários bastante ativa, as correções a possíveis falhas são super rápidas.Nos links que acompanham a matéria, você já pode conhecer todas as novidades que a próxima versão do Windows, que tem lançamento previsto para 2012, vai trazer. Quem usa Mac, pode descobrir dicas de como melhorar o desempenho das baterias dos Macbooks e mais detalhes sobre a nova versão que vem aí, a Lion. E para os que acham o Linux um bicho de sete cabeças, tem um vídeo que mostra facilidades de como usar o sistema sem muitas complicações.
# Compartilhe

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Mais lido (mês)

© Traduzido Por: Template Para Blogspot | Thema Seo Blogger Templates