quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Games mudarão de acordo com os sentimentos dos jogadores , diz a Valve


Gabe Newell, da Valve Software, indicou em um recente Steamcast que acredita no seguinte fato: processar dados biométricos de jogadores se tornará um aspecto fundamental nos games do futuro. É uma proposta excitante, sugerindo que os desenvolvedores terão a possibilidade de ajustar a jogabilidade de acordo com o que o gamer está sentindo no momento. Na área multiplayer, isso geraria um impacto tremendo.

“Quando você acompanha os tipos de experiências que nós tentamos criar para as pessoas, ter acesso ao status interno do jogador nos permite construir experiências muito mais interessantes e convincentes.”

“Portanto, eu não acredito realmente que isso está em dúvida; a questão é sobre quando e em quais formas isso acontecerá. Até mesmo pequenos sinais que indicam o estado do jogador, como respostas elétricas da pele e taxa de batimentos cardíacos, podem se tornar extremamente úteis e eles estão no começo dos tipos de data que você pode coletar.”

De fato, Newell afirma que os dados biométricos poderiam ser agrupados de forma relativamente fácil, incluindo avanços de tecnologia de câmeras para que os desenvolvedores possam capturar a “expressão” do jogador e até mesmo dilatação de pupila.

Img_normal

A Valve fez experiências com biometria em uma versão especial de Left 4 Dead 2, sendo que os desenvolvedores ficaram surpresos somente pela forma com a qual o game foi mudado apenas pelo compartilhamento dos dados entre os gamers — isso enriqueceu a experiência social.

“Isso não foi algo que esperávamos e é o tipo de motivo pelo qual você gosta de investir nesses tipos de pesquisa. Não é somente aquilo que você espera: é aquilo que ‘pega você de surpresa’.”

A desenvolvedora comprovou a mudança de comportamento dos gamers de acordo com a exposição de dados biométricos. Em suma, a empresa desenvolveu um sistema no qual o compartilhamento dos sentimentos dos jogadores fundamentalmente alterava a experiência. Mexer com os níveis de anonimato muda a forma com a qual os gamers interagem entre eles.

Atualmente, a Valve está “trocando ideias” com uma companhia que implanta equipamentos EEG (eletroencefalografia) em crânios humanos, fornecendo dados brutos sobre o corpo. “É uma operação de US$ 60.000, mas que fornece dados fantásticos que você pode usar”, diz Newell.

Clique aqui e confira a entrevista em inglês na íntegra.

fonte : baxaki jogos

Postado Por: Viera

Games mudarão de acordo com os sentimentos dos jogadores , diz a Valve

#Compartilhe:

Postar Um Comentario

Facebook
Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

# Compartilhe

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Mais lido (mês)

© Traduzido Por: Template Para Blogspot | Thema Seo Blogger Templates