quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Criadores do Dia do Jogo Justo fundam entidade


No próximo dia 29 de janeiro, os jogadores brasileiros de videogame terão uma importante data para lembrar. Idealizado pelo administrador de empresas e colecionador de games Moacyr Alves Jr., o Dia do Jogo Justo marca mais um importante passo na luta contra os altos impostos dos jogos de videogame no país: o lançamento da Acigames.

A Acigames (Associação Comercial, Industrial e Cultural dos Videogames) é uma associação comercial voltada exclusivamente para lutar contra a alta carga tributária de impostos sobre os games no Brasil. E o dia de lançamento da nova associação não poderia ser mais apropriado: 29 de janeiro, quando o Dia do Jogo Justo promoverá a venda de alguns jogos a preços mais baixos, além da organização de eventos sobre o tema em vários pontos do país.

À frente da Acigames está Moacyr Alves Jr., idealizador do projeto Jogo Justo, e o vice-presidente é Marcos Khalil, empresário e presidente da rede de lojas UZ Games. Liderada pelos dois, a associação pretende representar e regulamentar a indústria e comércio dos jogos eletrônicos, e incentivar culturalmente a área dos games no Brasil.

No Brasil, a alta carga tributária - que chega a 80% - mantém os preços de consoles e jogos extremamente altos para a realidade de boa parte dos consumidores, limitando o crescimento do mercado. Diante deste cenário, Moacyr teve a idéia de convocar produtores, distribuidores e revendedores de produtos de entretenimento para se unir no projeto Jogo Justo e lutar pela redução dos impostos do mercado de games.

Segundo Moacyr, o objetivo do Jogo Justo é chamar a atenção sobre o quanto o mercado de games perde com os altos impostos praticados sobre os jogos. "O Brasil é um grande consumidor 'informal' de games. Imagine se pudéssemos colocar todos esses jogadores na formalidade. Com certeza o país se tornaria mais atrativo para as empresas do setor," explica, se referindo aos diversos jogadores que utilizam jogos originais, mas por conta dos altos impostos do país acabam optando por importar de outros mercados, como o Europeu e asiático.

Com atrações programadas para 29 de janeiro em São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Brasília, o Dia do Jogo justo prevê uma programação variada, incluindo palestras, debates e exposições focando todos os aspectos da indústria, comércio e cultura dos videogames. Além disso, alguns lojistas e varejistas estarão vendendo jogos por preços equivalentes aos que poderiam ser praticados normalmente com uma carga tributária justa - em torno de 15%, contra os 80% de impostos aplicados hoje.

"A redução dos impostos pode alavancar as vendas de jogos, a exemplo do que aconteceu com o México, onde o mercado de games cresceu oito vezes depois da diminuição da carga tributária", afirma Khalil, um dos apoiadores da iniciativa desde o primeiro momento, e que como forma de incentivo à causa exibe o logo da campanha nos jogos vendidos nas lojas UZ Games. Segundo ele, o chamado mercado cinza (distribuição e venda de produtos via canais não autorizados pelo produtor) e a pirataria seriam problemas muito menores caso o Brasil tivesse um mercado forte.

Mais informações sobre a programação do Dia do Jogo Justo e do movimento estão no site da campanha. Para saber mais sobre a Acigames, visite o site oficial da associação.


Fonte:Uol-Jogos
Postado Por: Pedro Ruiz

Criadores do Dia do Jogo Justo fundam entidade

#Compartilhe:

Postar Um Comentario

Facebook
Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

# Compartilhe

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Mais lido (mês)

© Traduzido Por: Template Para Blogspot | Thema Seo Blogger Templates