segunda-feira, 19 de outubro de 2009

A "okutização" do Twitter.

O Orkut é, de longe, a rede social mais utilizada pelos brasileiros. Segundo o Ibope, 96% dos brasileiros que estão em alguma rede social possuem um perfil no site do Google. Outra rede que tem feito grande sucesso é o Twitter: mais de 10 milhões criaram perfis no site de microblog.

Ainda há gente hoje que não vê utilidade nenhuma no Twitter. Até faz um cadastro, para dizer que possui uma conta na rede social mais badalada do momento, mas torna seu perfil um terreno virtual improdutivo. A maior justificativa dos que deixam de lado o Twitter é que seus recursos são limitados. Talvez seja por isso que não faltam subprodutos do Twitter. Um dos mais utilizados é o Twitpic, programinha online que permite postar fotos na rede social com poucos cliques.

Aqui no Brasil, o empreendedor André Romani decidiu investir numa espécie de “orkutização” do Twitter e criou o site Twinester "uma mistura de Twitter com ninho, em inglês óbviamente". A ideia é juntar os twitteiros em ninhos, ou comunidades. Funciona de maneira muito similar às comunidades do Orkut (as pessoas se reúnem em um interesse comum). Mas a mecânica é mais parecida com a do Twitter. Você entra ou sai de um ninho como se estivesse seguindo ou deixando de seguir um outro perfil na rede social.




Esse novo site permite que os usuários do Twitter criem seus próprios grupos para trocar mensagens de 140 caracteres.
Os chamados “ninhos” usam a API do serviço de microblog para ligar os perfis às páginas comunitárias, que podem ser restritas ou públicas, a interação das comunidades, porém, é inteiramente separada do Twitter. Todas as mensagens trocadas nos grupos não aparecem nas atualizações do perfil. Ficam apenas no Twinester.



Ali dentro, os fóruns são livres, isto é, não há aquela separação de categorias e tópicos costumeira em redes sociais, como orkut e Facebook. Por serem sobrepostos, os conteúdos dão a impressão de que o Twinester não passa de um Twitter comunitário.

Agora, algo negativo. Para buscar algum grupo, o usuário tem as únicas opções de navegar pelas categorias ou, como forma menos eficaz, acompanhar as atualizações pela opção “Public Timeline”, que mostra todas as mensagens trocadas pelos “ninhos” abertos a todos.

Um fato curioso é que os brasileiros, como já era de se esperar, já começam a dominar o Twinester. Já são dezenas de comunidades regionais, de música e de times de futebol. Há espaço também para as mais exóticas e cômicas, como a que faz referência a um dos tuiteiros mais seguidos do Brasil, a “Marcelo Tas para Presidente”, e a internacional “Demi Burger”, que é uma reprodução da declaração de amor do ator Ashton Kutcher feita a sua mulher Demi Moore.






Fonte:Bombou na web e Twitter já!
Postado Por: Pedro Ruiz

A "okutização" do Twitter.

#Compartilhe:

Postar Um Comentario

Facebook
Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário

# Compartilhe

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Mais lido (mês)

© Traduzido Por: Template Para Blogspot | Thema Seo Blogger Templates